quinta-feira, 28 de maio de 2009

SÓ POR HOJE SER 28 DE MAIO?

Carlos César defende voto obrigatório em Portugal
O presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, defendeu hoje o voto obrigatório nas eleições em Portugal como forma de "proteger" a democracia e aumentar a responsabilidade dos políticos.

Etiquetas: , ,

3 Comentários:

Anonymous mfc disse...

Partilho da opinião de que o voto devia ser obrigatório: não é uma questão de ditadura, mas de regulação.
As pessoas tendem a esquecer-se que o voto não é só um direito, é também um dever. Mais, quem não vota, quem não exerce o seu direito/dever cívico não tem autoridade moral para se queixar do que quer que seja.
Votar em branco, votar nulo também é votar, também é um modo de expressão.
A estado de direito democrático não é uma libertinagem nem um deus-dará.

quinta-feira, 28 maio, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

O"pequeno líder" socialista açoriano ambiciona, está visto, ser "grande líder" e já anda a apresentar publicamente "grandes ideias". A última é obrigar os cidadãos, visto que a maior parte não o faz de livre vontade, a votar. Diz a Lusa que "Carlos César [defende] o voto obrigatório nas eleições em Portugal como forma de 'proteger' a democracia". César pretende "proteger" a democracia …dos cidadãos. Como? Tirando-lhes liberdade. Tendo acorrido em massa às urnas no pós-25 de Abril, os cidadãos deixaram pouco a pouco de o fazer porque concluíram que não valia a pena. E quem os levou a tal conclusão foram políticos como Carlos César, que governa os Açores com uma "maioria absoluta" de… 20,8% (40 mil votos, em mais de 192 mil inscritos). Nas últimas eleições, 53% dos açorianos (essa sim, a maioria absoluta) fizeram um manguito a César e congéneres e ficaram em casa. São esses que ele quer agora obrigar, a bem ou a mal, a confiar nos políticos. Não lhe passa, claro, pela cabeça "proteger" a democracia dos políticos. Obrigando-os, por exemplo (seria um bom começo), a cumprir promessas eleitorais.

Manuel António Pina
No:Jornal de Notícias
29/05/2009

sexta-feira, 29 maio, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Claro, só mesmo 0s 40 mil socialistas dos açores ligam a esse senhor!
Fora de portas não tem o mínimo de expressão e não passa de um funcionário socialista de segunda linha!

sexta-feira, 29 maio, 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Site Meter