quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

VOTO NO DOMINGO...

Eu que não sou gajo de tabus e estou farto de ser roubado por toda a sorte de vigaristas que resolvem viver à conta dos contribuintes, revelo já e em primeira mão o meu eleito para a presidência deste chiqueiro.


Voto em branco, seria preferível, já que a abstenção apenas legitima a continuação do inqualificável saque perpetrado por esta gandulagem mas, como implica custos de deslocação, vai mesmo um sonoro foda-se, colectivo e sem excepção.

Etiquetas: ,

25 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Há alguns dias, quando falava com amigos meus, na sua maioria mostravam-se insatisfeitos com os candidatos às presidenciais e afirmavam que, ou não iam votar ou iam votar em branco.
Hoje, surpreendentemente, muitos deles, já me dizem que vão votar no José Manuel Coelho.
O voto no "Coelho ao poleiro".
Se a abstenção ou o voto em branco ou nulo, (que não entram para as contas), é meio voto no Cavaco, se não queremos lá o Cavaco e se nenhum dos outros candidatos nos agrada, o verdadeiro voto de protesto, o voto que os envergonha é certamente o voto no Coelho.
Já decidi, "Coelho ao Poleiro" ou "Coelho ao taxo", vai ser o meu voto.

quarta-feira, 19 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Vai a campanha eleitoral a um quarto, já que cheira-me a segunda volta, e o que sabemos sobre o que tenciona fazer o próximo presidente?
E quanto do anterior mandato já foi escrutinado?
Muito se tem falado de venda de acções mas quando, daqui a uns meses, não mais for possível esconder a ruína das contas públicas, o que vai o presidente fazer?
Soubemos que o governo vendeu à China, na semana passada, títulos da dívida soberana, sem que tenha sido tornado público a taxa de juro do empréstimo nem que outras condições foram negociadas. O que pensam os futuros presidentes de uma plausível venda de soberania? Preocupá-los-á mais uma temporária incursão do FMI ou compromissos não publicitados que tenham sido estabelecidos com outras nações?
Estas e outras questões laterais, como insistir em iniciativas de carácter legislativo numa eleição presidencial, têm saltado das campanhas eleitorais para as parangonas.
No entanto, surpreendem-se os candidatos com a abstenção que se prepara para, novamente, ganhar as eleições.
O que será uma pena, pois não votar é delegar nos outros a pouca voz que cada português ainda tem na condução deste país. Contrariamente às outras eleições onde o eleitor não tem voto na matéria quanto à escolha dos deputados, dos ministros e dos autarcas, nas respectivas eleições, a eleição presidencial é a única verdadeiramente democrática.
Onde o eleitor elege de facto quem se apresenta a votos, em vez de votar em listas de pessoas escolhidas pelos partidos.
Não votar na próxima eleição é renunciar à democracia, somando poder à partidocracia.
Mesmo quem não se reveja em nenhum dos actuais candidatos.
É por esta razão que no próximo domingo não deixarei de exercer o meu direito de voto.

quarta-feira, 19 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Já foi dito e redito, mas talvez seja o momento adequado para recordar que na Constituição se afirma expressamente que, em eleições presidenciais, os votos em branco não são considerados «validamente expressos» (Artº 126, 1), afirmação que vem confirmada no Artº 10 de Lei Eleitoral para o Presidente da República, actualizada em 2006.
Isto significa, concretamente, que «os votos em branco e nulos são excluídos do apuramento final dos resultados, chegando-se aos 100 por cento apenas com os votos expressos em cada um dos candidatos».
Assim sendo, e assumindo-se a possibilidade de um dos candidatos ser eleito à primeira volta (sejamos realistas…), não é necessário senão um exercício aritmético simples, que não faz mal nem aos que têm horror à Matemática, para se perceber que quanto menor for o número de votos «validamente expressos» daqueles que nunca votariam no referido candidato (ou seja, que não se abstêm, nem votam nulo ou branco), menor será também o que é necessário, por parte dos seus fieis seguidores, para chegarem a 50% mais um.
Concretizando e trocando por miúdos: se, «à esquerda», muitos se abstiverem ou votarem branco ou nulo na primeira volta (apesar do leque de candidatos disponível…), maior risco haverá de Cavaco, sem concorrência à direita, ser eleito em 23 de Janeiro.
Portanto...

quarta-feira, 19 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Tb voto no madeirense! José manuel Coelho é o maior

quarta-feira, 19 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

porreiro pá vou votar, tambem no coelho....
é pena nao haver uma gaja boa no meio dessa cambada ....

quarta-feira, 19 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

se houvesse uma gaja boa nesta palhaçada o meu voto seria imediatamente introduzido na sua urna. como infelismente não há, voto no Coelho.

quarta-feira, 19 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

tb já não tenho dúvidas de que o voto útil é no Coelho

quarta-feira, 19 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

o coelho depois deixa os caçodores darem-lhe o tiro mal ainda está na TOCA...E DEPOIS VAI PRA DENTRO DO TAXINHO DE CORTIÇA E COMIDO À MODA ALENTEJANA....!!!!UMMMM KI BOM

VOTA COELHO E LOGO VES COELHO À CAÇADORA FEITO NA ALDEIA PORTALEGRE REST. MATA TORDOS...UUMMMM VAI SER SABOROSOO!!!

quinta-feira, 20 janeiro, 2011  
Anonymous Pedro disse...

José Manuel Coelho é o único candidato anti-sistémico nas eleições presidenciais que terão lugar no próximo Domingo.
É o único que denuncia o actual sistema político, a farsa democrática em que vivemos (ao contrário, por exemplo, de Francisco Lopes).
É o único que não se candidatou na tentativa de ser eleito, ou para obter votos: candidatou-se para denunciar a autocracia e os poderes que hajam a seu belo-prazer.
José Manuel Coelho pode não ter uma mensagem articulada de mudança, pode não ter respostas, pode não ter um sistema político e económico-social alternativo, pronto-a-servir, mas não duvidem que uma grande votação em José Manuel Coelho será sentida como um pontapé-nos-ditos pelo sistema e pela oligarquia que o domina. Muito mais do que uma elevada abstenção, ou votos em branco. Alguém imagina os poderosos preocupados com algo tão passivo como ficar em casa (se calhar foram passear...), ou tão inócuo como votar em branco (sabe-se lá, até podem ser alguns católicos fundamentalistas descontentes com o Cavaco...)?
Mas não vão ficar indiferentes a uma votação significativa em alguém tão desbragadamente populista e anti-sistema como José Manuel Coelho, ainda por cima auto-intitulado de comunista, ainda por cima ardina, ainda por cima com um belo sotaque madeirense. Imaginem uma das maiores luminárias do sistema: José Pacheco Pereira.
O que é que acham que mais o deixaria indisposto: uma elevada abstenção, muitos votos em branco, ou uma votação significativa em José Manuel Coelho?
Acho que todos sabemos a resposta. Mais que não fosse, José Manuel Coelho merece a nossa solidariedade na sua luta contra o tiranete que governa a Madeira. Voto em José Manuel Coelho.

quinta-feira, 20 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Este
é o mote: vote.
Estamos todos no mesmo bote.
Vote.
Escolha o menos fracote
e vote.
Já não se votou no Lott?
Pois vote.
Não anule nem faça trote.
Vote.
Pelas barbas do Quixote,
vote!
Não picote o papelote.
Vote.
Tire os nomes de um pote.
Ou do decote.
Mas vote.
Não passa na glote?
Não faz mal.
Vote.
Você preferia ficar em casa ouvindo o Concerto em Dó Maior
de
Gottfried Munthel para Orquestra, Baixo Contínuo e Fagote?
Tomando um scotch?
Esquece.
Vote.
Vote em sacerdote,
Ou em hotentote.
Mas vote.
Vote em cocote.
(Mas não em iscariote.)
Mas vote.
Não fique aí pensando “to be or not”.
Vote!
E, se no fim faltar rima, não se apague.
Sufrague.

Luiz Fernando Veríssimo

quinta-feira, 20 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

óh luis,

não metas aqui o nariz.

se dizes: vote!
acrescenta: no coelhote.

porque se votas no velhote
andas mais cinco anos a trote
apanhando no pacote.

quinta-feira, 20 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Eu também voto no Coelho.

É o único que chateia o sistema de merda em que estamos atolados.

A seguir, que venha para Portalegre que até passo a andar com ele na rua.

quinta-feira, 20 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Tudo a votar no Coelho que é a única forma de dar um susto aos bandidos que estão alapados no poder

quinta-feira, 20 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

A Câmara Municipal está a ser governada por gentinha..... adelaidesinhas, e manteiga, e o lorde do Zé ... que vergonha o Mata destroie tudo é só amanhar-se e depois deixa tudo na falência... A Monforqueijo está na banca rota é só falcatruas ...

sexta-feira, 21 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Concordo!!!! O Mata não interessa a ninguém.... só o engomadinho e a escaselada da kida e a manteiga é que ainda o veneram....Há e o lacaio pois só assim é que alguém se lembra que essa gentinha existe, andam sempre em rebanhos... para não se perderem....pobresinhos ....

sexta-feira, 21 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

aja chicotada psicologica: presidente da junta de s.lorenço ao poder

sexta-feira, 21 janeiro, 2011  
Blogger amsf disse...

As elites nacionais vão receber o meu cartão vermelho da mão do candidato José Manuel COELHO!

Ainda acredito numa 2ª volta que depende dos portugueses e não das empresas de sondagens...

sexta-feira, 21 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

O Coelho da Madeira não vai ter expressão nenhuma. O Franciso Lopes é a grande esperança porque o Manuel Alegre foi amaldiçoado pelo invejoso do Mário Soares. Sem nexo e com alguma expressão vem o palhaço rico Fernando Nobre já que o Defensor de Moura é também ele um maldito no aparelho do PS nem ele sabe o que lá anda a fazer.
O Cavaco é tão invejoso que se sente ofendido por não ter sido recebido na Casa Branca pelo Bush. É o comilão que gosta mais de bolo rei mais do que da sua própria família.
Cavaco é o impostor que quando 1.º Ministro recomendou às pessoas a não comprarem gato por lebre. É o homem das invenções já inventadas ao dizer que a má moeda afasta a boa moeda... como se tudo isso não tivesse já vituperado pelas leis do Marxismo enfim ele diz que explica as suas pantominices no site só que ninguém as consegue descobrir por estarem escondidadas nas profudenzas do seu esquecimento.
Mas que falta de memória que ele tem, nem com torrões de açúcar lá vai.
Minsk

sexta-feira, 21 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Por despeita Mário Soares é que lançou o Fernando Nobre na corrida a Belém só para lixar o Manuel Alegre.
Que mau feitio que o velhote tem, poça!.
Minsk

sexta-feira, 21 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

ultimas sondagens:

- velhinho: 99,99%
- velhinha: 100%
- passos coelho: 100%
- engomadinho: 99,999%
- filipinho: 100%

A sondagem foi feita no Escritório (ex tasca do Manel Joia) sextafeira à noite com o povo cheio de copos até lhe chegar com o dedo.

sábado, 22 janeiro, 2011  
Anonymous Filipe disse...

Sabendo que ele é filho da puta, tendo a certeza de que ele é mesmo um dos maiores filhos da puta que Portugal já conheceu, vais mesmo portar-te como um filho da puta capaz de lhe dar o teu voto?
Deves ser mesmo imbecil, pá! Se ficares em casa, ainda és mais imbecil.
Vais sujeitar-te à vontade de uma cambada de inconscientes filhos da puta e abdicar de dar o teu contributo para construir um – aquele! - país que nenhum imbecil filho da puta alguma vez fará por merecer: sem filhos da puta no poder.
Portugal merece o melhor.

sábado, 22 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

então D .MARTINHA não foi capaz de por o seu filho no ploro k pena ? camara ja abrio os olhos ainda tens k fazer mais pk malandros ha ai muitos

Quarta-feira, 05 Janeiro, 2011

sábado, 22 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

então D .MARTINHA não foi capaz de por o seu filho no ploro k pena ? camara ja abrio os olhos ainda tens k fazer mais pk malandros ha ai muitos

Quarta-feira, 05 Janeiro, 2011

Entao esperem para ver a segunda rodada do filme....vem já a seguir na próxima reuniao de cmp, ou voçes achavam que o assunto morria ali....Enquanto o menino nao tiver o tacho o assunto não morre assim tao facilmemte .

sábado, 22 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

De facto...

... é um filho da puta em cada metro quadrado!

domingo, 23 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Mesmo que a santificada imagem de honestidade acima de qualquer suspeita, Cavaco Silva parece desejar que também o consideremos que colocar qualquer questão sobre seja lá o que ele fez, seja considerada blasfémia, uma campanha suja contra a sua impoluta imagem. Se surgem notícias [Visão] que levantam dúvidas, se quanto mais se cava cada vez aparecem ainda mais dúvidas, porque não as esclarece completamente para que nada mais haja a perguntar?
Porque é uma figura divina ou porque as perguntas são realmente pertinentes e por há realmente razões e factos menos claros para não querer responder?
Outra coisa que me levanta algumas questões é que para o nosso Ministério Público em alguns casos bastar haver uma suspeita para o caso ser investigado em busca de provas e noutros casos ser necessário haver provas para o caso ser investigado para se encontrarem suspeitos. Talvez dependa de quantas vezes já se nasceu.

domingo, 23 janeiro, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Site Meter