domingo, 16 de janeiro de 2011

O CACIQUE

Presidente da Câmara da terra,
Sou dono do destino desta gente,
Dou-lhes emprego, mostro-lhes o dente,
Sou o senhor feudal sempre na berra.

Ganhar é o mais fácil nesta guerra.
O voto é tão barato e felizmente
Para o comprar e ser-se presidente
Basta só o charme que o poder encerra.

Algumas aldrabices, esquemas baços,
Muito ajudam a estar sempre na moda
Que o poder também tem e cria laços.

Cartilha do poder? Eu sei-a toda:
Beijos, sorrisos, tachos e abraços.
Quanto ao resto, o povo que se foda!

Santana-Maia Leonardo
Bocage, meu irmão

Etiquetas: ,

3 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

"Não sei quantas almas tenho"

Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem achei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,
Atento ao que eu sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem,
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: "Fui eu"?
Deus sabe, porque o escreveu.

segunda-feira, 17 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Sou Lenda,

porque as lendas são envoltas em mistérios e magias.

São uma criação dos caminhos da mente,a vaga imaginação,da libertação
dos silêncios da alma…

Sou Lenda,

porque as lendas correm livres junto ao vento, buscando as vozes da
memória para que alcancem, as histórias perdidas no tempo…

Sou Lenda,

pelo desejo incontido que há em mim,

de tornar possível o encontro entre a lua e o sol. Diminuindo o entrave da dor…

Então, sendo Lenda

posso cavalgar pelos sonhos,velejar pelos mares de sua saudade,
passear solta pelo seu pensamento…

Sendo Lenda,

posso brincar na sua alegria, ser parte da sua emoção, e caminhar,
tranqüila, pela sua ilusão…

Sendo Lenda,

posso escrever meu nome em sua vida, e me instalar no aconchego do seu
coração, como uma sensação chegando pelo perfume do ar…

Sendo Lenda

posso ser parte de você, sem você perceber…

FUI TRATADA COMO QUE NÃO EXISTISSE...

FUI PERSEGUIDA COMO QUE SE TUDO QUE EXISTISSE EU, FOSSE A CULPADA E A RAZÃO DE TUDO QUE NELES HAVIA OS FANTASMAS DE SUAS VIDAS...!!!!

MAS SOU UMA LENDA QUE FICO NO CORAÇÃO DAQUELES QUE DE VERDADE ME CONHECEM E ME AMAM!!!????

PORQUE O LIVRO DA MINHA VIDA E SUOR E LAGRIMAS AQUI DERRAMADAS DE FORMA INJUSTA...FICAM CÁ, NINGUÉM PODE LIMPAR, APAGAR, OU DEIXAR NO ESQUECIMENTO...!!!

SOU UMA LENDA QUE FICA NA HISTÓRIA E VIDA DESTA CASA, DESTE LUGAR QUE NÃO SOUBE DAR VALAR AMOR E PAZ...POR ISSO AS LENDAS FICAM NÃO MORREM MESMO QUE A SUA PERSONAGEM PARTA PARA ALGUM LUGAR!!!!

EU, SOU UMA LENDA...FUI UMA LENDA QUE AQUI DEIXEI MEU SER TUDO QUE DE MELHOR VOS QUIZ DAR E NÃO ME OLHARAM NAO ME AMARAM...NÃO ME RECONHECERAM...PORQUE EU, SOU DIFERENTE, TENHO ALMA, UM CORAÇÃO QUE BATE DA FORMA QUE O VOSSO CORAÇÃO NÃO QUIZ BATER, EU SOU A LENDA QUE VOÇES NÃO PODEM APAGAR DA HISTORIA DESTA CASA NEM DAS VOSSAS VIDAS....

segunda-feira, 17 janeiro, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

a viagem da vida no DIA À DIA é alargar os meus Horizontes!!!! E TU????


No barco sem ninguém, anónimo e vazio,
ficámos nós os dois, parados, de mão dada...
Como podem só dois governar um navio?
Melhor é desistir e não fazermos nada!

Sem um gesto sequer, de súbito esculpidos,
tornamo-nos reais, e de madeira, à proa...
Que figuras de lenda! Olhos vagos, perdidos...
Por entre nossas mãos, o verde mar se escoa...

Aparentes senhores de um barco abandonado,
nós olhamos, sem ver, a longínqua miragem...
Aonde iremos ter? — Com frutos e pecado,
se justifica, enflora, a secreta viagem!




Agora sei que és tu quem me fora indicada.
O resto passa, passa... alheio aos meus sentidos.
Desfeitos num rochedo ou salvos na enseada,
a eternidade é nossa, em madeira esculpidos!


No barco sem ninguém, anónimo e vazio,
ficámos nós os dois, parados, de mão dada...
Como podem só dois governar um navio?
Melhor é desistir e não fazermos nada!

Sem um gesto sequer, de súbito esculpidos,
tornamo-nos reais, e de madeira, à proa...
Que figuras de lenda! Olhos vagos, perdidos...
Por entre nossas mãos, o verde mar se escoa...

Aparentes senhores de um barco abandonado,
nós olhamos, sem ver, a longínqua miragem...
Aonde iremos ter? — Com frutos e pecado,
se justifica, enflora, a secreta viagem!

Agora sei que és tu quem me fora indicada.
O resto passa, passa... alheio aos meus sentidos.
Desfeitos num rochedo ou salvos na enseada,
a eternidade é nossa, em madeira esculpidos!

“Uma longa viagem começa com um único passo”.

DESEJO-TE UMA BOA VIAGEM, EM TUDO EM TUA VIDA....
a viagem da vida no DIA À DIA é alargar os meus Horizontes!!!! E TU????

segunda-feira, 17 janeiro, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Site Meter