quinta-feira, 11 de agosto de 2011

MULHERES CORRENDO, CORRENDO PELA NOITE

Mulheres correndo, correndo pela noite.
O som de mulheres correndo, lembradas, correndo
como éguas abertas, como sonoras
corredores magnólias.
Mulheres pela noite dentro levando nas patas
grandiosos lenços brancos.
Correndo com lenços muito vivos nas patas
pela noite dentro.
Lenços vivos com suas patas abertas
como magnólias
correndo, lembradas, patas pela noite
viva. Levando, lembrando, correndo.

É o som delas batendo como estrelas
nas portas. O céu por cima, as crinas negras
batendo: é o som delas. Lembradas,
correndo. Estrelas. Eu ouçco: passam, lembrando.
As grandiosas patas brancas abertas no som,
à porta, com o céu lembrando.
Crinas correndo pela noite, lenços vivos
batendo como magnólias levadas pela noite,
abertas, correndo, lembrando.

De repente, as letras. O rosto sufocado como
se fosse abril num canto da noite.
O rosto no meio das letras, sufocado a um canto,
de repente.
Mulheres correndo, de porta em porta, com lenços
sufocados, lembrando letras, evando
lenços, letras - nas patas
negras, grandiosamente abertas.
Como se fosse abril, sufocadas no meio.
Era o som delas, como se fosse abril a um canto
da noite, lembrando.

Ouço: são elas que partem. E levam
o sangue cheio de letras, as patas floridas
sobre a cabeça, correndo, pensando.
Atiram-se para a noite com o sonho terrível
de um lenço vivo.
E vão batendo com as estrelas nas portas. E sobre
a cabeça branca, as patas lembrando
pela noite dentro.
O rosto sufocado, o som abrindo, muito
lembrado. E a cabeça correndo, e eu ouço:
são elas que partem, pensando.

Então acordo de dentro e, lembrando, fico
de lado. E ouço correr, levando
grandiosos lenços contra a noite com estrelas
batendo nas patas
como magnólias pensando, abertas, correndo.
Ouço de lado: é o som. São elas, lembrando
de lado, com as patas
no meio das letras, o rosto sufocado
correndo pelas portas grandiosas, as crinas
brancas batendo. E eu ouço: é o som delas
com as patas negras, com as magnólias negras
contra a noite.

Correndo, lembrando, batendo.


Herberto Helder
Antologia Pessoal da Poesia Portuguesa

Etiquetas: ,

8 Comentários:

Anonymous O Fugitivo disse...

Que é isto? Salão vazio.. paredes limpas...

...deixem-me basar daqui para fora antes quer me deitem uma rede por cima e me obriguem a tomar posse como presidente da cmp!

quinta-feira, 11 agosto, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Como é possível o PS a CDU não tomarem uma posição e acabarem com está incompetência aqui na Câmara Municipal de Portalegre!!! O PSD é esta vergonha que por aqui se vê, e na nossa cidade, tudo cheio de lixo, nada feito, os funcionários da Câmara continuam a passear-se com os carros da autarquia, onde andam os cortes? Onde anda a poupança? Mas enfim falam, falam mas são piores que o PSD pois compactuam com tais actos e ainda vem criticar, afinal só não impedem essa desgovernação por medo, ou cobardia.Nunca mais voto PS..que desilusão .....

sexta-feira, 12 agosto, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Mas o PSD é uma vergonha pois tem que gramar com a adelaidesinha e sua companhia,passaram aqui pelo gabinete só se viu mania e pouca vontade de trabalhar. O Santana outro que só tem feito porcaria é só perguntarem a população de Castelo de Vide?E agora rodeou-se do lacaio, outro que só quer copos e nada faz, perguntem ao Bilé??? É tão bom que ninguém o suportava aqui por cima, foi um alívio quando foi para condutor do Mata, aliás cargo que lhe fica muito bem, tem a ver com as suas competências. A manteiguinhas anda a perder o brilho de outrora já ninguém lhe pega, pois anda sempre com cara de quem lhe apetece fugir bem para longe desta novela mexicana.A Xanax coitadinha tomara ela que não a chateiem pois nem a vida dela sabe orientar quanto mais a Fundação Robinson; outra que não tarda nada esta a correr a trás do Cáceres.

sexta-feira, 12 agosto, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

A Polícia Judiciária estará a investigar alguns comentadores que aqui ofenderam pessoas sérias e honestas no Blog "Em Portalegre Cidade do Alto Alentejo". Em breve poderão haver resultados e apreensões de computadores e presença em Tribunal.

sexta-feira, 12 agosto, 2011  
Anonymous Maria disse...

Deixa-me rir!

sexta-feira, 12 agosto, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

Vá-se rindo Maria, pode ser que de um momento para o outro tenha a visita dos agentes da PJ quando menos espera. Aguarde.

sexta-feira, 12 agosto, 2011  
Anonymous Silva Lopes disse...

Deixa-me rir muito, mas mesmo muito!
Deves é chamar a PJ pelos roubos que sofres diariamente.
Queres que te faça um desenho para perceberes melhor?

sexta-feira, 12 agosto, 2011  
Anonymous Anónimo disse...

sILVA lOPES? Eu bem sei quem és cabrao

domingo, 14 agosto, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Site Meter