sexta-feira, 11 de setembro de 2009

SONDAGEM SIC...

PS e PSD empatados, maioria à esquerda só com três

O PS e o PSD estão empatados nas intenções de voto dos portugueses para as legislativas. A sondagem da SIC, Expresso e Rádio Renascença coloca os dois partidos separados apenas por 1%. O vencedor pode até ter menos deputados que o outro. A esquerda terá provavelmente a maioria no Parlamento, mas apenas numa coligação a três. A dois, só um acordo de Bloco Central.

A duas semanas das legislativas e na véspera do arranque oficial da campanha, a incerteza não podia ser maior sobre o desfecho das eleições.




O estudo de opinião efectuado pela Eurosondagem atribui ao PS 33,6% dos votos dos portugueses, o que corresponde à eleição de um mínimo de 84 e um máximo de 90 deputados. No melhor dos cenários, o PS perde 31 deputados em relação a 2005 – aliás, os socialistas são mesmo os únicos a descer em relação às últimas eleições.

Com menos 1,1% surge o PSD, escolhido por 32,5% dos inquiridos. A previsão de mandatos é exactamente igual à do PS: entre 84 e 90 deputados, o que no caso do PSD significa sempre um crescimento face ao actual grupo parlamentar que é composto por 75 deputados.

A sondagem da SIC, Renascença e Expresso confirma a subida do Bloco de Esquerda que surge como terceira força politica no Parlamento: 9,6% é a previsão. que corresponde à eleição de 18 a 20 deputados, mais do dobro dos actuais oito mandatos.

A CDU é opção para 9,4% dos inquiridos, com eleição de 16 a 19 deputados. Em 2005, a coligação entre comunistas e verdes elegeu 14 deputados.

Quem também deverá ver aumentado o grupo parlamentar é o CDS, que sobe nas intenções de voto se compararmos com o resultados de 2005: 8% é a previsão. E em vez dos actuais 12 mandatos, poderá vir a ter entre 14 e 16.

Por outro lado, 6,9% dos inquiridos opta por outros partidos, pelo voto em branco ou nulo, o que poderá significar a entrada de uma nova força política no hemiciclo.

Sublinhe-se que estes são os resultados projectados de uma sondagem que registou 19% de indecisos.

Cenários de coligação

O estudo, elaborado com voto recolhido em urna, deixa em aberto vários cenários de governação para o dia 27 de Setembro, mas é clara numa conclusão: os únicos dois partidos cujos votos somados permitem alcançar a maioria absoluta - mais de metade dos 230 assentos - são PS e PSD, o chamado Bloco Central.

Qualquer outro cenário de soma de resultados a dois não supera a maioria simples:

  • Bloco Central (PS+PSD): entre 168 a 180 deputados
  • PS+BE+CDU: entre 118 a 129
  • AD (PSD+CDS/PP): entre 98 a 106 deputados
  • PS+BE: entre 102 a 110
  • PS+CDU: entre 100 a 109
O estudo da Eurosondagem não atribui os quatro deputados pelos círculos da emigração, mas mesmo estes mandatos não interferem nos cenários possíveis.


Os dados da Eurosondagem permitem ainda antever uma distribuição de resultados pelo mapa do país. São ainda muitos, os distritos marcados ainda pela incerteza sobre qual será o partido mais votado: Braga, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Portalegre, Santarém e a Região Autónoma dos Açores.

SIC

Etiquetas:

29 Comentários:

Anonymous Luca disse...

Há-de lá chegar.
Com serenidade, com verdade, com espirito democrático, a nossa dama de ferro irá triunfar no dia 27!
Viva a democracia!
Vivam os portalegrenses!

sexta-feira, 11 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Apelo dia 27, derrotar o Engº. Socrates...

E a seguir o Dr.José Escarameia...

sexta-feira, 11 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

o virus morre na noite de eleições

sexta-feira, 11 setembro, 2009  
Anonymous Luca disse...

Caros portalegrenses

No dia 27 não se esqueçam que o que está em causa é se queremos dar a vitória ao Sócrates ou não. Não é pelo traste do Miranda 'só cá aparece nas eleições' Calha, nem pelo imbecil do Luis 'puto mimado' Testa.
Viva a democracia que permite ao povo escolher quem quer no poder e quem não quer!

sexta-feira, 11 setembro, 2009  
Anonymous CP disse...

Ó Luca então não dizes nada acerca de abafares a palhinha?

Diz a verdade é mentira meu panasca?

sexta-feira, 11 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

este da branca só pode ser funcionário público para ter tanto tempo para isto!!!
não entendo o racismo contra os assentos! toda a vida cá morei e nunca vi medo em ninguém...

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous ORAMA disse...

O Senhor Escarameia é Médico?
O Senhor Escarameia é empresário e oferece emprego?

Então se não é uma coisa nem outra porque é que oferece saúde e emprego? Estranho no mínimo!!!

Já viram o dinheiro que os gajos do PS têm que lhes permite mudar todos os "outdoor's". De onde é que vem este dinheiro todo?

Força Mata Cáceres

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous T.M.S. disse...

O circo está montado e vai em crescendo até às eleições. Crepitam sondagens a dar empates técnicos, os comentaristas insistem na ideia que nas eleições se trata de decidir entre Sócrates e Ferreira Leite e o bloco central reclama contra o perigo da ingovernabilidade, enunciando que pudemos ficar sem governo.

Algumas ideias fora da Novilíngua televisiva:

1. As sondagens publicadas nos últimos dias não corresponderão ao sentido de voto dos cidadãos eleitores.

2. Quem votar nas eleições no próximo dia 27, estará a decidir sobre a eleição dos deputados do seu distrito. No sistema eleitoral português, nenhum cidadão eleitor registado em Lisboa poderá, por exemplo, votar em José Sócrates. A título de curiosidade fique o eleitor lisboeta a saber que, votando PSD no distrito de Lisboa, poderá estar a contribuir para a eleição de António Preto e votando no PS, considere-se responsável por uma eventual eleição de Miguel Coelho.

3. A futura Assembleia da República, resultante do equilíbrio de forças que os cidadãos eleitores entenderem dar, tomará posse. O partido mais votado indicará ao Presidente da República a constituição do novo governo e o nome do próximo primeiro ministro.

4. O Partido Socialista venceu as últimas eleições com maioria absoluta. Nas próximas eleições o Partido Socialista terá menos votos, elegerá menos deputados e poderá não ganhar as eleições, fundamentalmente, porque a maioria dos cidadãos eleitores, incluindo muitos dos que votaram no Partido Socialista há quatro anos e meio, não subscrevem as opções políticas do governo e não querem José Sócrates como primeiro ministro.

5. Na sequência dos resultados das eleições, começará uma luta fracticída dentro do segundo partido mais votado no sentido de proceder à substituição do seu líder.

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

Começa hoje oficialmente essa porcaria a que dão o nome de "Campanha Eleitoral": antigamente, traduzia-se em lixo de cartazes e panfletos a esvoaçar pelas ruas. Hoje, é mais sofisticada e mentirosa: reduz-se a horas de "Photoshop", a tentar branquear focinhos, quando os grandes problemas estão, mas é, nas almas e corações.
É verdade que falámos antes destas sondagens, mas o Eduardo ainda acredita nalguns pais natais, e eu também, quando me convém: antes isso do que andar a dar na coca, como o Balsemão e o Miguel Sousa Tavares, ilustre caloteiro, que lá foi, há éons, para o Brasil, com duas golpadas de 500 "contos" -- era muito dinheiro, na altura -- e houve, contaram-me, quem nunca mais o visse, mas isso era agora só um devaneio. A verdade é que, no final deste mês, vai sair das urnas um governo minoritário, que uns querem crer ser do Agente Técnico de Engenharia José Sócrates, outros da Drª. Manuela Ferreira Leite.
Como já expliquei, não sou ferreira leitista, mas, curiosamente, e já que temos de discutir a coisa no nível do escatológico, ou seja, na pequena separação entre o fim do cólon e o princípio do esfíncter, Sócrates já nem nojo me mete, e Ferreira Leite é como tudo na vida: no dia em que isto se afundar, alguém terá de estar ao timão e há um mínimo de patriotismo em que devessemos evitar que um país que começou com um sonhador acabasse com um vigarista.
Os barões do PSD, misóginos, e capazes de trair o próprio partido para sustentar as suas miseráveis vaidades pessoais, são meninos para acender as tais velas negras, para que Ferreira Leite perca: ia ser um "day after" de penas escuras e sangue de galinha espalhado por todo o lado, e, sinceramente, a senhora, nos antípodas das minhas simpatias políticas, não mereceria isso: muito mais gozo me daria ver cair para o lado, com um buraco na testa, um Júdice ou um Proença de Carvalho, mas isso é só porque sim, coisas minhas, embora eu saiba que há quem perceba bem o sentido destas linhas.
...

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

O que discutíamos, nessa noite passada, é que a Man'ela lá ganharia, mas teria uma Maioria negativa, de "Esquerda", a servir-lhe o tempo todo, nas Cortes, de travão de mão.
Era isto que fazia o Eduardo chorar baba e ranho,
ora,
acontece que, depois de passar uns tempos a remoer na hipótese, fui assentando nalguns valores, algo excêntricos, mas que solucionariam esta espécie de nó górdio que todos os Portugueses sentem, ao pensar no Dia da Eleição.
No palco de idiotas e palhaços que têm ocupado o nosso cenário político, desapareceu qualquer tipo de valores e de verticalidade. De algum modo, vale tudo, e há prazer em exibir publicamente que tudo vale, como aqueles casalinhos de sexta a noite, em que ele deita o banco todo para trás, e ela finge que está a gostar do que ele lhe pede para fazer. Como na anedota da loura, há aqui muito da diferença entre "mamilo" e "mama". Para ela, o mamilo é onde lhe costumam chupar; para ele, "mama" é uma ordem, a quem ela deve, pura e simplesmente, obedecer. Sócrates pertence à segunda parte da frase.
Suponhamos, pois, um daqueles aldrabões das sondagens, a fazer o papel de Constâncio, e a tentar descobrir, muito perto da meia noite, para onde vão aquelas milésimas que decidirão o vencedor. No Cenário Sócrates -- deus nos proteja de tal... -- lá viria o Bloco de Esquerda a correr, uma espécie de Caster Semenya, com as tetas muito penduradas, mas os colhões todos metidos para dentro. Os estrategas do Aldrabão estão a apostar forte nisso, fingindo que o Bloco de Esquerda é o grande adversário do PS, para os palermas lá irem votar, crendo estar a fazer "oposição".
...

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

Era de emigrar, meninos...
O segundo cenário, mais provável, e que teria de ser lido, antes de mais, como o facto incontornável de que a repulsa levantada em Portugal pelo boneco de José Sócrates teria levado a vencer ancestrais aversões pela figura de Ferreira Leite, é a da senhora se apanhar com algumas décimas milésimas de vantagem sobre o Canastrão do "Freeport", o pseudo-diplomado, o ignorante das regras mínimas de convivência democrática, etc., mais um menino ao colo, chamado Maioria Absoluta, PS+PCP+BE, a fazerem-lhe o pleno das Cortes.
Por estranho que pareça, esta plateia de queijos limianos não seria à Direita que se iria esgatanhar, mas sim à "Esquerda", para começar, com o merecidíssimo chuto no cu PARA SEMPRE, de José Sócrates, e do seu bando de marginais e parasitas, e, mal assentasse a poeira, logo se veria. No Bloco de Esquerda há gente que, por promessas de Poder até no PNR se alistaria, e com esses votos, Dona Manuela poderia contar, nas maiorias "à la carte", consoante o tempero das leis. Portas seria dócil, até porque teve berço, coisa que a mior parte desta corja desconhece. O PS, na sua desorientação, sem ter ainda percebido como é que se podia ter passado de um extremo ao outro, pela estupidez, vaidade e falta de nível de uma só personagem, talvez limpasse o "Garrafão" que nunca diz "NÃO", e tentasse perceber que a salvação nacional passa, de facto, pela adoção, razoável, de medidas de fundo, que não agridam mais os Portugueses, mas se centrem nos profundos problemas de Portugal. Por estranho que possa parecer, o partido ainda mais disponível para uma desiqulibração destas, talvez se revelasse ser o PC.
...

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

O PCP, em Portugal, já não é um partido, mas uma tradição. Um bando de gajos que anda há décadas naquilo e que nunca mais de lá sairá. São valentes, e morrem pelas ideias. Como na Tradiçaõ, gosta-se, ou não se gosta, e invoca-se, ou não se invoca, consoante nos beneficie, ou não, e aqui começamos já a falar de posturas, e vamos subindo ainda, até chegarmos a um ponto que creio que poderia beneficiar a pálida, desgastada, secundária e apagada, Manuela Ferreira Leite, que é a de ter nível suficiente para perceber que num tempo de angústia, e acima de quaisquer divergências, terão de predominar as razoabilidades, e a isto chama-se, comumente, Razão de Estado. Um político que devolvesse ao Parlamento o lugar da decisão e a necessidade da negociação das muitas trincheiras, caso a caso da legislação, e forçasse convergências entre pensamentos políticos geralmente inconciliáveis, tornar-se-ia notável, e separaria, por inerência, todo o trigo do joio, talvez a maior reforma de que Portugal precise: a limpeza do lixo que prolifera na Assembleia da República e arredores.
...

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

Curiosamente, ao contrário de Sócrates, consigo ver Ferreira Leite a incarnar, com secura e minúcia, esse dificílimo papel de mediação: iriam caindo, que nem tordos, os baronetes do cor de laranja e todos os oportunistas dos rosas e dos "vermelhos".
Sim, eu sei que isto parece muita conjetura e gravidez nervosa de uma das nossas mais célebres parideiras, a Marcela quer morcela, e hoje apeteceu-me incarnar o estilo, o tom e a perfídia da dita cuja.
Também eu queria paz, e não termos chegado a este extremo, mas isto está mesmo muito difícil de arranjar. Hoje, deu-me para aqui, e escrevi assim. Dia 27, logo se verá.

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

epah tao e que tal se deitassemos uns tomates ao sócrates amanha?
Parece que ja estou a imaginar 4 mamões á porta do centro de artes do espectaculo, adivinhem quem são, o bebado do ceia da silva, o pisca-pisca do miranda o aldrabão do sócrates, e o escarameia que agora de um momento para o outro virou empresário e medico, para poder ofercer emprego e saude aos portalegrenses, ahahah, deixem me rir, o gajo deve ser ilusionista.

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Pois é, está a viver uma grande ilusão, concordo plenamente!

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous A.F. disse...

Tantas ambições falhadas
e promessas delirantes,
foram anos de trapalhadas
e políticas descolorantes.

Tem sido falso o activismo
de propaganda falaciosa,
esta falta de objectivismo
deixa a economia ciciosa.

É tremenda a vacuidade
da panaceia socialista,
trucidando a sociedade
pela sua marca irrealista.

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

entao o que aconteceu ao Escarameia foi o mesmo que aconteceu ao sócrates ha uns tempos atrás, que lhe deram uma nova oportunidade e ele fez se engenheiro, ai ha uns anos era engenheiro qui ser 1º ministro e foi, agora é 1º ministro e quer ser engenheiro, mas senão é está quase aser com mais um ou dois exames ao domingo a coisa dá-se, ao escarmeia deram lhe 2 novas oportunidades uma fez-se médico para poder ofercer saude aos portalegrenses, outra fez se em presário para poder ofercer emprego. Ve se mesmo que é tudo da mesma escola.

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Cambada de aldrabões essa malta do PS

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Aneta disse...

PS po caraças! Cambada de altruístas e egocêntricos!
Chega de SOCRATES!!!
Vamos amanha demonstrar o nosso descontentamento face ao esquecimento do nosso DISTRITO!
Pois, porque que incrivel que pareça, somos capital de distrito e todos estão a "cagar-se" para nós...cada vez mais isolados e despovoados! Assim será Portalegre se estes bananas ganharem as eleições!

BOTA ABAIXO O PS!!!!!!
Amanha la estaremos!!!!

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

antes FUFA que votar no PSD!!!

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Aneta disse...

Só se fosse pa fazer companhia ao paneleiro do Socrates

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Então opta lá por ser FUFA, que eu votarei PSD

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Os que votam no Bloco de Esquerda são votos da esquerda do PS e que têm pruridos em votar na CDU.

sábado, 12 setembro, 2009  
Blogger José Corvo disse...

Bastaria Manuel Alegre querer e o PS ia ao ar, como já se viu em anteriores eleições.
Pena que os socialistas vivam em permanente estado de indecisão ou dúvida e tenham tantos escrúpulos em ser comunistas.
Esse problema é mundial por a comunicação social estar nas mãos de pessoas que exploram e controlam económicamente as pessoas.
O melhor exemplo é a Madeira onde o Jardim controla tudo e ai de quem for despedido que nunca mais arranja emprego.
Sartre e Simone testemunharam isso também no Japão: Quem for despedido está desgraçado.
É esse medo que persegue os socialistas e depois repetem a voz do dono: Querem o socialismo "democrático" como se o socialismo não fosse já democrático em si mesmo.

Percam o medo e votem CDU.

sábado, 12 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

O problema do PS é mesmo José Socrates e a enorme quantidade de suspeições que sobre ele recaem: Alcochete, Cova da Beira, Universidade Independente, TVI e ...
Já agora! Será que alguém imagina qual será o tacho que o agurda após a eleições?

domingo, 13 setembro, 2009  
Anonymous ORAMA disse...

Tenho palpite para o autor dos espaços em branco!

domingo, 13 setembro, 2009  
Anonymous D.O. disse...

PS: 33,6% – 37% – 35,3% – 34,5% (45,05% – 26,58%)
PSD: 32,5 – 35% – 32,4% – 28,9% (28,7% – 31,71%)
BE: 9,6% – 11% – 16,2% – 10,4% (6,38% – 10,73%)
CDU: 9,4% – 8% – 6,9% – 7,8% (7,56% – 10,66%)
CDS: 8,0% – 6% – 5,2% – 8,1% (7,26% – 8,37%)

Sondagem da Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença – Sondagem da Universidade Católica para o DN, JN, RTP e Antena 1 – Sondagem da Marktest para a TSF e Diário Económico – Aximage para o Correio da Manhã (Resultados das Eleições Legislativas de 2005 – Resultados das Eleições Europeias de 2009)

domingo, 13 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Se Espanha é assim tão inofensiva a cuidar dos seus interesses, porque será que bastaram poucas horas para toda a imprensa de referência de nuestros hermanos caír em cima de Ferreira Leite e vir em socorro do engenheiro? Açoites a niños*…

*para quem tiver memória. para quem puder entender.

domingo, 13 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

esta aberta a caça ao tacho.queremos testa a presidente. mario frutuoso "coal" a tesoureiro e casanova a roupeiro...

sexta-feira, 09 outubro, 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Site Meter