quinta-feira, 10 de setembro de 2009

QUALQUER TEMPO

Qualquer tempo é tempo.
A hora mesma da morte
é hora de nascer.

Nenhum tempo é tempo
bastante para a ciência
de ver, rever.

Tempo, contratempo
anulam-se, mas o sonho
resta, de viver.

Carlos Drummond de Andrade
A Falta que Ama

Etiquetas: ,

2 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

-









































































































































































-

quinta-feira, 10 setembro, 2009  
Anonymous Apoiante do espaço em branco disse...

Boa amigo em branco adorei o seu ponto de vista.

Apoiante do espaço em branco

quinta-feira, 10 setembro, 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Site Meter