sexta-feira, 25 de setembro de 2009

RESTA A ESPERANÇA...


Segundo a sondagem que ontem saiu, o Sócretino já deu a volta ao texto e uma vez mais conseguiu vender o pior produto da sua lista de vendedor de banha da cobra, a sua própria pessoa.
Segundo a sondagem pode agora escolher qualquer dos partidos com assento parlamentar para fazer uma coligação.
Pode até governar sozinho e ir vendendo um ou outro favor, uma ou outra proposta a um qualquer partido de acordo com a sua vontade.
Pode ser mau, hipócrita, mentiroso, aldrabão, homem de mão dos Bilderberg, que é também mais esperto que todos os outros.
Burros e bestas de carga somos nós que vamos sofrer mais alguns anos das suas politicas e aldrabices.
Tanto desejaram correr cada um na sua bicicleta que agora o vêm cortar a meta bem lá à frente de todos. Isto, se não aparecerem por aí mais masoquistas a dar-lhe uma nova maioria absoluta. Uma perspectiva assustadora e que justificaria o pensar em fugir deste país.
Resta a esperança que as sondagens se tenham enganado de novo.

K.

Etiquetas: ,

22 Comentários:

Anonymous A.F. disse...

É pertinente recordar
as promessas falhadas,
para poder-se discordar
das políticas farfalhadas.

Foram anos de fantasias
adubadas com arrogância,
são marcas das hipocrisias
cobertas de extravagância.

sexta-feira, 25 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

saquei o texto abaixo de um Blog de Portalegre:

“A CMP abriu concurso para Chefe de Divisão Cultural. E um dos critérios, mais precisamente o 5º, é que o candidato tem que ser licenciado em Direito. Para Chefe de Divisão Cultural. Em nenhum ponto pedem currículo. E o Camões Gouveia, da Fundação Robinson está no júri.
E já agora, ontem à noite não foi só o Serrote que foi contratado a 15 dias de acabar o mandato. Foi tb a sua esposa, a Mónica - como jurista.
Divulguem isto. Isto tem de acabar.

sexta-feira, 25 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

blá,blá,blá...pois é já se estão a convencer que vão sofrer um desgosto, é assim a vida uns ganham outros perdem......

Lá dizia o não sei quantos "os cães ladram e a caravana passa"

eh,eh,eh,

sexta-feira, 25 setembro, 2009  
Anonymous Mário Silva disse...

Quando surgir um grupo político que demonstre a falsidade deste poema, talvez estejamos próximo do tão desejado nível de desenvolvimento:

http://www.youtube.com/watch?v=zz9C0xaLTxE

‘Anda tudo do avesso/
nesta rua que atravesso/
dão milhões a quem os tem/
aos outros um passou-bem –
- Não consigo perceber/
quem é que nos quer tramar/enganar/despedir/
e ainda se ficam a rir

—Eu quero acreditar/
que esta m*** vai mudar/
e espero vir a ter/
uma vida melhor/
Mas se eu nada fizer
/isto nunca vai mudar/
conseguir/encontrar/mais força para lutar…

Senhor engenheiro/
dê-me um pouco de atenção/
há dez anos que estou preso/
há trinta que sou ladrão/
não tenho eira nem beira/
mas ainda consigo ver/
quem anda na roubalheira/
e quem me anda a comer

É difícil ser honesto/
é difícil de engolir/
quem não tem nada vai preso/
quem tem muito fica a rir

– Ainda espero ver alguém/assumir que já andou/
a roubar/a enganar/o povo que acreditou
— Conseguir encontrar mais força para lutar/
mais força para lutar/
conseguir encontrar mais força para lutar…

– Senhor engenheiro/
dê-me um pouco de atenção/
há dez anos que estou preso/
há trinta que sou ladrão/
não tenho eira nem beira/
mas ainda consigo ver
quem anda na roubalheira/
e quem me anda a f****

– Há dez anos que estou preso/
há trinta que sou ladrão/
mas eu sou um homem honesto/
só errei na profissão

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

-




















































































-






























































-




















































-

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

-




















































































-






























































-




















































-

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous Luca disse...

Para o Sr. que escreve em branco aqui vai a minha opinião do seu carácter:

É v. exª uma grande merda daquelas que já conseguiu alguma coisa na vida (pelo menos acesso à internet) pela via do partido, porque se fosse concorrer a algum lugar onde o mérito prevaleça como critério estaria v. exª bem tramado porque é bem certo que v. exª só serve para nada fazer e esse tipo de gente só tem um lugar nesta sociedade: é agarrar-se ao PS, tirar cursos superiores ao domingo, receber gorjetas para aprovar os 'freeport's', adjudicar obras por duas vezes o valor dela, bufar quem diz mal do partido, enfim um fartar de cenas politicamente corretas.

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous Luca disse...

Não me admirava que foss v. exª um dos brilhantes candidatos do Ps

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous Luca disse...

Sim, desses como o Miranda 'só cá aparec?e nas eleições' Calha que tem feito muito pelo nosso distrito, como diz no seu prospecto só se esqueceu dde dizer o quê. Se calhar porque nada fez? Ainda não consegui aqui ver ninguém do Ps elencar as grandes obras do Ps no distrito.

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous J.M.M. disse...

José Sócrates suspeito da prática de crimes graves, no exercício de funções públicas,. é candidato a ... Primeiro Ministro!
Só no Zimbabwe isto seria possível... pensavamos nós, mas é ... em Portugal!
Sem Poder Judicial forte e independente tudo é possível.
Quem passar hoje os olhos pelos jornais, nomeadamente o "Correio da Manhã" e o !i! verifica que há quase uma histeria da magistratura por causa de uma decisão... do Conselho Superior da Magistratura!
Inacreditável num País normal!
Não é inacreditável que magistrados opinem contra a decisão do Conselho Superior da Magistratura que "congelou" a nota do juiz Rui Teixeira.
É até muito normal.
O que é inacreditável é a cobardia de tantos que são magistrados e que têm deixado os políticos porem-lhe o pé em cima da cabeça.
O que se lê hoje na imprensa é vergonhoso para a magistratura, tal a extensão do que revela sobre o domínio dos políticos sobre os juízes.
Basicamente o que se lê é que o Conselho Superior da Magistratura, através do voto de membros indicados pelo Poder Político, está a prejudicar o Dr. Rui Teixeira, por causa do que decidiu contra Paulo Pedroso.
A " noite das facas longas" abateu-se sobre este magistrado e, os magistrados de carreira em vez de tirarem a canga de cima, parece que são coniventes...
Os portugueses não têm muitos magistrados livres e independentes do Poder Político.

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous J.M.M. disse...

Parece que o Poder Político controla com uma facilidade fantástica os magistrados. Inacreditável!
O Poder Político usa a Maçonaria para beneficiar uns magistrados, aqueles a quem depois paga com nomeações para cargos de indicação política mais os que vestem o avental de noite e são cordeiros e mandados nas lojas maçónicas para estarem caladinhos e obedecerem ao Poder Político e para dominar os outros.
O Poder Político nomeia para os Conselhos Superiores das Magistraturas pessoas da sua confiança - como nomeou o irmão do Dr. Paullo Pedroso - e faz dos magistrados o que quer.
O Poder Político quer os magistrados calados e dóceis.Com medo de serem processados, de serem expulsos da Magistratura.
Os juízes que nos tribunais são "deuses" carregando em cima do desgraçado, depois são cordeirinhos que temem o Poder Político e deixam-se prejudicar!
É vê-los nos julgamentos a fazerem o que querem. Depois quando estão em causa os Camigos dos Políticos, os que têm poder nos Conselhos, a coisa já chia fino.
O Povo é um joguete nas mãos destes políticos corruptos, incompetentes, que são bairalinas de coro nos outros países. Em França, nos EUA, na Russia,
Eu quero um Poder Judicial livre, forte e independente. Sem medo de ninguém. A julgar com imparcialidade e isenção.

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous J.M.M. disse...

Por outro lado, amanhã os portugueses vão votar.
De um lado os portugueses têm José Sócrates, suspeito no Reino Unido da prática de crimes.
Veja-se este excerto da Carta Rogatória enviada pelo Reino Unido para o Ministério Público:

"Além disso os cidadãos abaixo indicados , que não são do Reino Unido, são considerados como estando sob investigação no sentido de terem solicitado, recebido ou facilitado pagamentos que sejam relevantes aos crimes indicados no Anexo "1:

7 . José Sócrates
8 . José Marques
9. João cabral
10. Manuel Pedro."

No Livro "Sócrates O Homem O Lider". De Rui Costa Pina. Pág. 250.

Sem um Poder Judicial forte e independente isto é possível.
Uma vergonha que o Ministério Público não tenha até hoje constituído arguido José Sócrates e este se dê ao luxo de se candidatar a ... Primeiro Ministro de Portugal!

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous J.M.M. disse...

Este Povo Português, débil e ignorante, em vez de ser orgulhoso, de exigir Justiça, de levantar o rabo das cadeiras deixa-se vergar por este estado de coisas.
A investigação criminal nas lojas maçónicas, pela a PJ e magistrados a vasculharem esses espaços, e a prender parte dos seus membros, por corrupção e tráfico de influências, por prevaricação e favoprecimento pessoal já devia ter sido iniciada.

Os portugueses devem apoiar os magistrados, manifestando-se, fazendo o que se faz em qualquer país civilizado.
Revolta cívica.
Dois ou três mil maçóns estão a dominar todo um Povo.
Vamos acabar com o poder desta gente. São apenas dois ou três mil maçóns que vão controlando a vida de todo um Povo,porque vão tomando o Poder nas Forças Armadas, nas Polícias, nos órgãos de informação, nos serviços secretos.
Depois controlam as carreiras das pessoas e estas vergam-se.

Onde estão os homens portugueses? Perderam os "tomates"?
Temos de criar condições para os nossos magistados julgarem com imparcialidade, sem medo, para não terem medo dos políticos dos Conselhos Superiores, para meterem na prisão os políticos corruptos.
O Povo deve usar o direito de desobediência civil, de revolta cívica, de liberdade de expressão e de opinião.
O Poder não pode prender toda a gente. O Poder arbitrário não resiste ao Poder do Povo.
Eu não aceito o medo dos magistrados, não aceito que o Poder Político use - quantas vezes meros montes de banhas mentais que na vida do dia a dia seriam meros mandaretes - para atacar os magistados e subverter o Estado de Direito.

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous J.M.M. disse...

Não tenham medo. De ninguém.
O Poder é nosso. O Poder é do Povo.
Não sejamos cobardes. Lutemos, como lutaram há meia dúzia de anos os ucranianos, os polacos, os gregos, os jovens franceses.
Dar força aos magistrados ajuda a que os bons, os que são justos e rectos tenham vontade de lutar contra o Poder.
Veja-se que ainda hoje foi noticiado que uma mulher,nomeada pelo Poder Político, membro do CSMagistratura quis que fosse aberto um processo disciplinar contra o Desembargador Dr. Ricardo Cardoso! Porque este criticou o Poder Político!!!
Esta manobra de fracotes e imberbes políticos contra a LIberdade de Opinião e Expressão e contra o Poder Judicial tem de merecer uma posição do Povo a favor dos magistrados.

Povo que lavas no Rio, ergue-te e defende a tua dignidade!
Façam como eu a quem ninguém cala!
Ninguém me cala!

Lutarei até morrer contra a corrupção e os traficantes de influência.
Não tenhamos medo.
Essa gente se lhe batermos os pés borram-se todos!

Votemos contra o PS, derrotemos a Maçonaria!


Portugal!

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

Cada povo tem sempre os políticos que merece, aliás, num regime das quintas-essências, os políticos correspondem sempre ao refinamento do que de pior, ou melhor, cada povo tem. No nosso caso, e a acreditar nos pessimistas, nos quais me incluo, estamos em decadência desde o Príncipe Perfeito, D. João II, ou seja, especializámo-nos em príncipes cada vez mais imperfeitos, até acabarmos em coisas rastejantes, como José Miguel Júdice, Rita Seabra ou Fernanda Câncio.
O Primeiro Pior Português de Sempre, num certo consenso da Inteligência Nacional, foi Salazar: no seu tempo, ele incarnou o imaginário rasteirinho dos comedores de urtigas da época. Ser Doutorado, nessas eras, em Santa Comba Dão, era tão extraordinário como uma Pastorinha a ver a Senhora, de saia arregaçada, a esfregar-lhe o clítoris.
Sendo uma mulher mais velha, o vigente regime penal trataria a Aparição como um caso de pedofilia, ocorrido, em 1917, na Cova da Iria.
Nunca nos curámos disso: a miúda gostou, e ficou oitenta e tal anos sem falar, coisa que Salazar adoraria ter feito ao Povo Português, mas só conseguiu 48, alguns deles já por procuração. Ora 48 anos é meio século, e um País, saído de uma Monarquia miserável, que era a risota de toda a Europa, passou para um pardieiro de freiras, calçadas com o mesmo par de botas, enquanto nos passavam por cima a II Guerra Mundial, o Plano “Marshall”, do qual esse cabrão desse Salazar nos excluiu, impedindo que sofrêssemos o “boom” da Europa do Pós-Guerra, continuando embrenhados na apanha da azeitona, no ir ao cu às ovelhas, para fabricar Queijo da Serra, e a deixarmos entregues aos gafanhotos as Províncias Ultramarinas, cujas riquezas, que o velho pensava que iam ser nossas para sempre, nunca foram exploradas, acontecendo o facto mais notável da nossa História Contemporânea, que foi o último Império do séc. XX estar nas mãos do Povo mais miserável de cabeça e haveres que o teve, e os entregar depois, de mão beijada, a um bando de criminosos.

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

A seguir a Salazar veio um gajo que acreditava que ainda vivia no tempo do anterior, e que dizia “Assembleia Nacional”, “Dia da Raça” e bojardas afins, vestindo-se como um manequim dos Anos 50, da Rua dos Fanqueiros, e com uma mulher horrorosa, de “centro-esquerda”, que tinha uma Falha de Santo André ativa, a afastar-lhe, corcundamente, o entre o pescoço e as golas daquelas chitas talhadas em casa, nas quais se costuma embrulhar. Ela é penosa, ele é triste e chamava-se Cavaco Silva, e foi perfeitamente radiografado aqui, e conseguiu que o impulso que a Comunidade Económica Europeia então poderia ter dado a Portugal se esvaísse nas contas bancárias de criminosos do foro económico, como “Migha Âmâghal”, “Feguêiga do Âmâghal” e Cardunha e Coiso, de entre alguns que agora me lembro, embora costume ter a memória extensa. Como Salazar, foi um homem honesto: o primeiro sabia que havia 100 famílias que tinham o monopólio do Roubo; o segundo fingiu que não sabia que as 100 já tinham passado a 200, e baixado muitíssimo de nível. Foi a Era das Piriguetes, e o tempo em que o Taveira e o Bonga arrombavam as "garagens" das senhoras mal casadas da Linha do Estoril.
Cavaco não respeitou nada, nem ninguém: deixou que o cercassem alguns dos piores caráteres da Nação, e roubassem o que, de direito, era da Res Pública. Correu com tudo o que lhe fazia frente, incluindo a mal tratada Ferreira Leite, que se enganava tanto nas contas como ele, e a quem deu, por duas vezes, dois chutos no cu, que ela nunca lhe perdoou.
A Cultura passou a chamar-se La Feria, e a Elegância, Possidonismo.
Num País que vendeu a Agricultura e a Indústria e se passou a especializar no Tráfico das Armas, da Droga e dos Pretos e Monhés, que vinham contruir as grandes obras do Regime, as linhas férreas tornaram-se inúteis, e o Aníbal mandou desmontar tudo. A chave metafísica para essa devastação era um elementar, meu caro Watson: os comboios não abasteciam na Bomba de Boliqueime…

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

Acabou na Ponte, com um facínora, chamado Dias Loureiro, a disparar -- coisa que não acontecia desde a queda do Velho Regime -- sobre o Povo. Parece que depois deu em Conselheiro de Estado...
E com Cavaco somado com Salazar perdemos 60 anos de um século, o que é muito, demasiado, e irrecuperável. Pouco sobrou desse Período, exceto a Leonor Beleza, que agora arranca os olhos aos coelhos, para fazer experiências à Champalimaud, um filho da P*** de um especialista em arrancar outrora os olhos aos Portugueses.
Quis a História que depois tivéssemos alguns sobressaltos, entre os quais produzimos Durão Barroso, um caso de estudo, à parte, neste texto retórico, e que não será aqui incluído. Dante escreveria, muito melhor do que eu, sobre a figura.
Fica para trabalho de casa dele, se não se importam...
Passado o Milénio, caiu-nos em cima o flagelo do Terceiro Pior Português de Sempre, cujo nome evito citar, mas que todos conhecem demasiado bem. Como os anteriores, vinha de um buraco, que não se chamava Santa Comba Dão, nem Poço de Boiqueime, mas Vilar de Maçada, e é nesses momentos em que eu sinto enorme inveja dos povos que, na biografia dos políticos podem escrever, por exemplo, "nascido em Fifth Avenue, 365...". Nunca nos aconteceu, e vinham sempre de buracos: o Guterres, do Fundão; o Barroso, da Cova da Piedade, e o Aníbal, de Poço de Boliqueime: no final dos mandatos, todos tinham transformado Lisboa num simulacro da sua pequena aldeia e transformado o buraco local num buraco global. Bem hajam: foram os dons Afonsos Henriques e os Sanchos I, II e III da empedernização da Cauda da Europa, e lá estabilizámos.

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

Sócrates conseguiu ser pior do que os anteriores, porque, ao contrário do que desejariam, a História não parou: no tempo de Salazar, o tira-tira e o mete-mete eram regidos pelo Método das Temperaturas, e por camisinhas feitas com tripa de ovelha da Serra da Gardunha. Se a coisa se rompia, havia sempre uma agulha de croché e uma alminha branca, que o cura arrumava ao pé dos desmanchos das senhoras casadas que ele próprio montava. No tempo de Aníbal, já estávamos atrasados na fibra ótica, nas linhas de alta velocidade e nas redes viárias internacionais. Com Sócrates, já imperavam os telemóveis, que ele adorou transformar em postos de escuta e a Internet, esplendorosa e global, para o Zé “Magalhães” lá ter o ouvido permanentemente encostado, como a Senhora Maria, no tempo do Salazar, quando o Cardeal Cerejeira metia putos da Casa Pia debaixo das púrpuras e gemia, de mansinho.
O caso de Sócrates é infinitamente mais grave, porque o Sistema de Asfixia Global, impeditivo do pensamento e da manifestação alternativa, deu ordem de fabrico de políticos de borracha, com forma internacional, de nomes Sarkozy, Blair, Berlusconi e o dito cujo. A diferença sempre foi para o mal: Sócrates é um ser retorcido -- há quem o considere bipolar -– que vive mal a sua sexualidade, penou, com angústia, um curso contrafeito, e sofreu, ainda mais, quando pensava que as mazelas da vaidade estavam todas compostas, uma sórdida perseguição, por parte de gente reles, de muito baixo nível, ou, nas eméritas palavras da medíocre Clara Ferreira Alves, um dos pilares dos Sistema, gente d'“a blogosfera [...] um saco de gatos que mistura o óptimo com o rasca e acabou por tornar-se um prolongamento do magistério da opinião nos jornais. Num qualquer blogger existe e vegeta um colunista ambicioso ou desempregado ou um mero espírito ocioso e rancoroso. Dantes, a pior desta gente praticava o onanismo literário e escrevia maus versos para a gaveta, agora publicam-se as ejaculações”

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

Estou completamente de acordo, sobretudo, sempre que ela abre a boca e ejacula, e acho que todos ejaculámos em cima do “Engenheiro”, estragando-lhe o arranjinho, que ele pensava ter acabado com um célebre postal “cheio de angústia”, e afinal acabou no anedotário nacional, a pior prova de fogo de qualquer político, pelo menos, desde Fernão Lopes e Gil Vicente, se não quisermos recuar às Cantigas de Escárnio e Mal-dizer.
Somadas as contas, temos 48+10+5 mais... mais... um enorme ponto de interrogação, porque enquanto Cavaco sabia que era alvo e mortal, e se fazia deslocar numa viatura blindada (!), Salazar acabou osteoporótico, com os cornos da nuca a bater no chão da cadeirinha, Sócrates julga-se um protagonista do Fim da História, e passou das 100 e das 200 famílias para uma nebulosa de rastejantes das migalhas do Sistema. Tem, por detrás de si, aquele horror chamado BILDERBERG, que lhe promete a mesma Eternidade que Chávez pensa ter alcançado ao pontapé. Durante os poucos e desastrosos anos em que destruiu Portugal, Sócrates ainda não se atreveu aos pontapés de Chávez: ficam para um bisar das urnas, que poderão anunciar a última hipótese de variar governos. Quem se mete com o PS leva, e mais ainda quem se mete com o núcleo da pedofilia que sustenta o PS.
Se tiver a vertigem de votar PS, lembre-se que é também nestes que vota, nos sem rosto, sem vergonha, nem perdão.
Acabo como comecei: como disse um dia Vasco Pulido Valente, “O Povo Português não gosta da Liberdade, mas sim da Igualdade”, e a igualdade é invariavelmente o nivelamento por baixo.

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous ARREBENTA disse...

contas feitas, ao longo destes anos houve um único momento em que, no meio de intromissões no Sistema Judicial, nas pressões sobre os Órgãos de Comunicação, nas perseguições dos funcionários, na trafulhice, nas golpadas, na destruição das sobras da Agricultura, Economia e Pescas, praticou o Socialismo: foi o Socialismo do Diploma, em que deu a tantos, nos famigerados C.N.O.s, “diplomas” do mesmo jeito do dele, e conferiu ao populacho o papel que lhes permitiu, finalmente, comprovar, com selo e assinatura, a célebre postura portuguesa do “sei-tanto-quanto-um doutor”. É verdade, sabem tanto como um doutor, sobretudo na qualidade de doutores que este século perdido da História Portuguesa, na qual reinaram os Três Piores Portugueses de Sempre, gerou.
Vá lá, no domingo, e diga-lhe que gosta dele, que se identifica com ele, e que o considera o melhor líder da Cauda da Europa. Deve ser a única coisa na qual concordarei com esse eleitorado demente, eu, Cidadão do Mundo, completamente alheio a esta miserável gaiola de loucas em que nos quiseram tornar. A pior coisa que pode acontecer a Sócrates é ser reeleito, porque vai ter de comer o pão que o diabo (ele) amassou. Acabará a Propaganda e começará a Realidade, meus amigos, que vos asseguro ser... sinistra.
Vou-me divertir muitíssimo, nesse hipotético cenário.
Faça-vos, a você e a ele, bom proveito, e não contem comigo, mas não contem mesmo, tá bem?... :-)

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Portalegre


Última Assembleia Municipal

aqueceu


CMP
A última Assembleia Municipal ordinária deste mandato autárquico teve lugar esta segunda-feira e no final, além de “algumas despedidas”, os ânimos aqueceram sobre um assunto que marcou o início da reunião e que vale 24 mil euros.
Qual será o assunto?

sábado, 26 setembro, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

IMACULLATA MARIA
é o sítio onde o Google nos conduz na demanda do commentador anónimo em branco.
Acreditem em mim e vejam o que lá se diz:

"O ponto focal do Amor e da vida é a Chama Trina em vosso interior. Ela envolve a gema preciosa, radiante, que abriga em si a Força Maior e que é uma centelha da Luz Divina. Esta gema preciosa, da qual tanto se fala como a "Jóia no Coração do Lótus", deve expandir-se, se desejais seguir vosso plano divino. É o mais puro e mais proeminente de vossa vida, é a parte divina em vós que um dia deverá tomar posse do ser humano."

Amigos e camaradas...

Comentem em Branco o

http://imacullatamaria.blogspot.com/2009/05/httpwwwbloggercomimgblankgif.html

Até a igreja ganhou com o BPP/SNL/BPN

São estes senhores que comentam em branco

sábado, 26 setembro, 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Site Meter